quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Angústia que me consome a alma.
Sempre quis tanto
Hoje quero tão pouco
E não tenho nada.

Tudo é tão simples:
Para não sofrer é melhor se bastar.

Nenhum comentário: